Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus

No Carnaval deste ano resolvemos fugir da muvuca e ir para uma cidade mais tranquila, aproveitar um hotel com estrutura legal e descansar a mente e o corpo. Fizemos mais uma viagem em família, eu, Maicon, minha mãe Janice e meu irmão Henri, partimos para Gramado, na Serra Gaúcha (aqui pertinho de Porto Alegre) e nos hospedamos em um flat dentro do hotel Laghetto Allegro Alpenhaus.

A rede de hotéis Laghetto hoje é a maior da Serra Gaúcha. Apesar de muito conhecidos e procurados, nós aqui de casa ainda não havíamos nos hospedado em nenhum Laghetto (pelo motivo de: preços! Os hotéis são lindos, mas geralmente estão acima do nosso valor disponível). Dessa vez, graças ao Airbnb, conseguimos reservar 4 diárias dentro do Laghetto Alpenhaus, com um preço super em conta. E viemos contar para vocês nossa experiência com o Flat.

Piscina do Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus

Sobre o hotel

O Laghetto Allegro Alpenhaus é dividido em dois prédios: o hotel e o flat. O pessoal que aluga um flat, que foi o nosso caso, pode usufruir de toda a infraestrutura do hotel, além de também contar com serviço de camareira nos quartos e estacionamento incluso, para até dois carros.

O flat é equipado com televisão, mesa de notebook, cozinha com geladeira, microondas, pia e louças (sentimos falta de um cooktop!), além do banheiro privativo, com chuveiro maravilhoso e espaçoso. O quarto tem um tamanho excelente e as camas são muito macias e confortáveis. Tudo muito limpo e arrumado por lá.

Flat Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus

O hotel possui piscina aquecida coberta, banheira de hidromassagem, deck com vista, espaço fitness, espaço kids (com recreacionista de sexta à domingo), sauna e sala de jogos (sinuca, pebolim e ping pong). Além disso, possui spa, massagista e manicures cobradas a parte. Para alimentação, o hotel conta com bar e restaurante, onde é servido café da manhã, também a parte.

A sala de convívio, com lareira, televisor, sofás e cadeira de massagem, fica bem na entrada do hotel. E esse foi o único ponto negativo que encontramos por lá. Por estar tão perto da porta, a sala ficava bem fria e pouco acolhedora. Não vimos ninguém aproveitando aquela área durante nossas passadas pelo ambiente.

Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus

Área de jogos Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus

Em contra-partida, a sala de jogos e a piscina são bem frequentadas. Uma dica que damos: se quer sossego na piscina e na banheira de hidromassagem, vá antes do meio dia ou a noite, pois durante o dia as crianças costumam aproveitar bastante aquela área.

Outro serviço disponível no hotel é a hidroginástica. 3x por dia, em alguns dias da semana, um instrutor dá aulas super animadas na piscina pro pessoal. Nós não participamos de nenhuma, mas assistimos a uma e parecia bem legal. 

Piscina e hidromassagem Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus

Quanto custa? 

Nós fizemos nossa reserva do flat através do Airbnb. Pegamos uma promoção no site e pagamos apenas R$135,00 a diária para 4 pessoas (+ taxas), no flat do Sr. Cláudio (confira clicando aqui). Fizemos uma pesquisa rápida e vimos que os flats por lá tem preços muito bons, indo desde R$80 a cerca de R$200. O valor da diária no hotel, segundo o site do Hotel Laghetto, é a partir de R$289,00 para um casal.

O café da manhã é cobrado a parte, e custa R$25,00 para um dia e R$19,90 acima de dois dias, por pessoa. O estacionamento é incluso para quem aluga um flat, mas cobrado para quem reserva o hotel, este sendo por dia. Almoço e janta são a la carte e o cardápio fica disponível no restaurante do hotel.


Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus

Localização

O hotel fica no final da Av. Borges de Medeiros (principal rua de Gramado), a cerca de 1,5km do centrinho e da Rua Coberta, 200m de um supermercado grande com restaurante e 200m do Expogramado. 

É uma localização muito boa. É uma região tranquila e bonita, bem arborizada. Porém não é tão perto assim do centro. Dá pra ir a pé, mas é uma pernadinha. 

Leia >> Gramado em 1 dia

Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus

Vale a pena se hospedar no Laghetto Allegro Alpenhaus?

Nos surpreendemos muito com a estrutura do hotel. Amamos muito a piscina, a banheira de hidromassagem e a sala de jogos. Aproveitamos muito! Durante a manhã ficávamos na piscina, de tarde íamos para a cidade, e a noite aproveitávamos a hidromassagem, seguida de uma sinuca e muito ping pong. 

Recomendamos muito a hospedagem. A infra do hotel é maravilhosa. O atendimento é excelente, o serviço de quarto perfeito (destaque para a camareira do nosso andar, que sempre deixava uma escultura de toalhas na cama!) e as áreas de lazer ótimas. Vale muito a pena para quem vai de carro e/ou para aqueles que pretendem curtir um pouco o hotel em si, pois como comentamos, não fica bem no centro de Gramado.

Queremos voltar a visitar o hotel, mas para nos hospedarmos na parte do hotel mesmo, principalmente nos quartos com varanda (amamos uma varandinha!).


Hotel Laghetto Allegro Alpenhaus


Até a próxima aventura!
Ellen ❤ Maicon


Tags:  Gramado  |  RS  |  Serra Graúcha  |  Hospedagem  |  Hotel

Se você gostou desse post ou ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo!

* As fotos deste post foram tiradas por: Ellen, Maicon e Henri *
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

No Carnaval deste ano resolvemos fugir da muvuca e ir para uma cidade mais tranquila, aproveitar um hotel com estrutura legal e descansar...


Casa alugada pelo Airbnb em Florianópolis

Sempre ao começarmos a planejar uma viagem, surge uma certa preocupação com a hospedagem a ser escolhida. Hoje em dia existem dezenas, as vezes centenas, de hotéis em cada cidade, e por muitas vezes é difícil encontrar o hotel perfeito para a ocasião (aquele com a localização que buscamos, com café da manhã e que ainda por cima se adeque ao nosso financeiro, por exemplo). Uma ótima maneira de fugir dos preços altos dos hotéis, principalmente em cidades turísticas, é alugando seu espaço pelo Airbnb, serviço que começamos a usar lá em 2017.

ATENÇÃO: Este não é um post pago e nem patrocinado. Estamos aqui para fazer nosso feedback sobre as experiências que já obtivemos com a plataforma e, de uma maneira simples, tentar explicar como esse bicho funciona.

Airbnb

O Airbnb é um site (e aplicativo também!) que te permite alugar um espaço, desde um quartinho pequeno até uma mansão inteira, diretamente com o proprietário, e de uma maneira mais segura e garantida do que o famoso “boca a boca”. Se você está com o orçamento apertado, uma boa opção é um estúdio pequeno e simples, ou até mesmo um quarto em uma casa/apartamento. Se quer mais conforto e comodidade, pode alugar uma casa incrível com piscina e vista de tirar o fôlego. Ou quem sabe se hospedar em um flat, usufruindo de serviços hoteleiros mas ainda assim tendo sua privacidade? Pode apostar, opções por lá, para agradar a todos os gostos e bolsos, não faltam.

O legal é que o Airbnb permite aplicar dezenas de filtros na sua pesquisa para encontrar o seu local perfeito. E ainda pode estipular valores mínimos e máximos das diárias. Para usar é simples: você seleciona as suas datas, destino, número de hospedes e aplica os filtros que desejar. Feito isso, o site mostrará as opções de comodidades disponíveis e que se encaixem nas suas exigências. Você ainda pode falar diretamente com o anfitrião (antes mesmo de reservar!) para tirar todas as suas dúvidas. É importante também ler os comentários dos viajantes que já passaram pela comodidade que você se interessou. Esses comentários são muito bons, pois são os relatos reais das pessoas e já dá para ter uma noção de como é o lugar mesmo.

Filtros do site Airbnb

Uma dica que damos logo de início: use muito bem todos os filtros disponíveis na pesquisa. Escolha se quer alugar somente um quarto na casa de alguém, ou quer um espaço inteiro só para você, se quer vaga na garagem, ar-condicionado, faixa de preços, enfim. Quanto mais filtros você selecionar mais fácil será a sua busca.

Outra coisa legal no Airbnb: você também pode se tornar um anfitrião e receber viajantes em casa! Tem um quarto sobrando ou uma casa extra? Alugue pelo Airbnb e tenha uma fonte de renda extra.


Nossas experiências


Flat na praia de Copacabana: a primeira experiência com o Airbnb que tivemos foi na nossa viagem para o Rio de Janeiro, em 2017. Alugamos um estúdio pequeno, simples, a uma quadra da praia de Copacabana, na virada do ano. Só de pensar nesse cenário já dá para imaginar quanto seria ficar em um hotel. Graças ao Airbnb, conseguimos um preço maravilhoso e pagamos em 7 dias de estadia um total de R$1.000.  É um valor BEM em conta considerando a data e a localização.

Imagens da casa de Copacabana

O apartamento era todo mobiliado e exatamente igual as fotos, parecendo um pouco menor pessoalmente. Era um espaço muito limpo e tinha tudo que precisávamos para nossa estadia. A anfitriã, que morava em outra cidade, nos recebeu na nossa chegada, apresentou toda comodidade e também algumas partes do prédio, deu algumas dicas sobre supermercados e farmácias ali perto e nos orientou para que, no último dia, fechássemos tudo e entregássemos a chave na portaria ao ir embora.

Tudo ocorreu perfeitamente bem, aproveitamos muito e adoramos a nossa escolha. Tivemos uma pequena falha de comunicação com a anfitriã a respeito da hora de sair do apartamento no último dia. Nossa ideia era sair no meio da tarde, mas tivemos que sair antes das 11h da manhã para que pudessem limpar tudo e preparar para o próximo hóspede no dia seguinte. Por isso converse bem com seu anfitrião a respeito dos horários de check-in e check-out para não ter inconvenientes.

Quarto na cidade da Oktoberfest: Nossa segunda experiência foi, de certa forma, mais ousada que a primeira. Durante nosso planejamento da viagem para Santa Cruz do Sul, onde conhecemos a Oktoberfest de lá, decidimos que só queríamos um espaço para chegar da festa, tomar um banho, dormir e partir logo pela manhã. E não estávamos encontrando acomodações para apenas 1 dia, devido as festividades que ocorrem na cidade em outubro, todos os hotéis da cidade queriam alugar no mínimo 3 diárias, com preços bastante salgados.

Imagens da casa de Santa Cruz

Foi então que surgiu um anúncio de um quarto, em uma casa compartilhada com o anfitrião, por R$50 a diária. Não pensamos muito e já reservamos! Após a reserva vimos que éramos os primeiros hóspedes daquele quarto.

No início ficamos meio preocupados, mas tudo deu perfeitamente certo. O anfitrião se mostrou muito atencioso antes, durante e depois da nossa estadia. Chegamos lá e ele nos apresentou a casa e o quarto onde nos hospedaríamos. Tínhamos nossa chave da casa, do nosso quarto e um controle do portão da rua também. Apesar de alugarmos somente o quarto, podíamos usufruir de toda a casa, compartilhada com o anfitrião que morava lá.

Um fato interessante, foi que ao sairmos, o anfitrião ainda estava dormindo! Mas havíamos combinado de deixar a chave e o controle na caixinha do correio ao partir.

Casa de hóspedes com vista para o mar: Nossa terceira experiência foi exatamente um ano após a primeira. Foi na nossa viagem para Santa Catarina, para passar a virada do ano de 2018 para 2019. Foi uma procura longa para achar a casa perfeita. Mas achamos! Alugamos uma casa inteira, de dois andares, dois quartos, dois banheiros, sala, cozinha, garagem (pois fomos de carro), e com uma vista para o mar de tirar o fôlego, localizada na parte Oeste da ilha de Florianópolis, em uma praia chamada Santo Antônio de Lisboa. Tudo isso por uma bagatela de R$433 por 5 dias (para 4 pessoas!). Esse valor foi graças a um desconto que explicaremos logo mais.

Imagens da casa de Santo Antonio de Lisboa

Desta vez a anfitriã morava em uma casa no mesmo pátio da casa que alugamos. Ela nos recebeu muito bem, nos mostrou toda casa, todo o pátio e se botou a disposição para qualquer coisa que precisávamos. A casa era toda mobiliada e tinha tudo que precisávamos para curtir nossas férias na praia. Não tivemos inconveniente nenhum durante a estadia e nos apaixonamos pelo lugar. Foi realmente perfeito.


Afinal, Airbnb é confiável e seguro?


Bem, essa é uma pergunta que, principalmente no Brasil, é muito comum. Vivemos sempre com o “pé atrás“ em relação a pessoas mal-intencionadas. Mas vamos tentar esclarecer umas coisas aqui.

Até hoje não tivemos nenhum problema desse tipo no Airbnb. Apesar do site ser só um intermediador entre locador e locatário, ele é extremamente seguro e muito sério com seus usuários. A empresa norte-americana é muito famosa e usada no mundo todo desde 2008 (ou seja, não se limite a usá-lo só em território nacional, ele vale no mundo todo!). Ela também conta com grandes investidores, o que mostra ser uma empresa de grande credibilidade. É extremamente complexo alguém tentar fazer um comentário fake sobre seu espaço a fim de enganar um futuro hóspede.

Porém, nem tudo é 100% seguro e perfeito, infelizmente. Encontramos alguns relatos na Internet sobre problemas mais sérios do tipo “a casa não é como no anúncio”, “o dono não apareceu para nos dar a chave”, entre outros. Nesses casos o Airbnb reembolsa o valor pago pela hospedagem ao hóspede, além de dar um valor extra para ajudar em uma nova busca. Nesses casos o proprietário do imóvel também é punido e pode ser banido da plataforma.

Mas como dissemos, são poucos os casos de problemas e, por nossa breve experiência, já confiamos bastante no Airbnb – inclusive já temos mais algumas viagens reservadas pelo site.

Vista da casa de Santo Antonio de Lisboa

Como pagar menos no Airbnb?

Como uma forma de atrair novos usuários, o Airbnb lançou um crédito de descontos para quem se cadastrar na plataforma. E o que é melhor ainda, você pode convidar pessoas a se cadastrar através do seu link de indicação e ambos ganham créditos para descontar na próxima reserva. Assim que a pessoa se cadastra pelo seu link (ela deve ser usuária nova!), ela ganha automaticamente um valor de crédito para gastar. Depois que a pessoa reservar você também ganha,  automaticamente, um credito para a sua próxima viagem! Já utilizamos esse método e obtivemos grandes descontos em nossas estadias! Vale muito a pena! Aproveitamos para deixar nosso link de indicação para você que quer se cadastrar (desconto de cerca de R$100 em março/2019). Cadastre-se pelo nosso link, clicando aqui, e garanta seu desconto! >>

Outra forma de garantir preços mais baixos no Airbnb é ser um dos primeiros hóspedes de anúncios novos. Geralmente assim se garante um desconto de 20% a 30% nas diárias. Mas para isso, o anúncio precisa estar marcado com esse desconto, ok? Nem todos valem!

Área onde aparecem os descontos, quando aplicáveis

Por fim, com certeza, recomendamos muito o Airbnb para quem não quer se limitar apenas aos hotéis/pousadas, e para quem quer ter novas experiências em hospedagens. Lembrando que ele é ótimo para quem gosta de planejar bem suas viagens, trazendo uma liberdade bem maior de escolha. Como nós adoramos planejar muito e gastar pouco, somos usuários fiéis da plataforma! Já temos mais viagens marcadas e hospedagens reservadas pelo Airbnb. Nossa dica final: use e muito! Pois vale muito a pena!

Você já teve algum experiência com o Airbnb? Como foi? Conta pra gente!

Cidade de Santo Antonio de Lisboa

Até a próxima aventura!
Maicon ❤ Ellen


Tags:  Airbnb  |  Hospedagem  |  Hotel

Se você gostou desse post ou ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo!


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


Sempre ao começarmos a planejar uma viagem, surge uma certa preocupação com a hospedagem a ser escolhida. Hoje em dia existem dezena...

Gruta do Amor - Arraial do Cabo

A praia do Pontal do Atalaia é provavelmente a mais conhecida da cidade de Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro. As Prainhas (como são chamadas) ficaram extremamente conhecidas com a popularização da escadaria que dá acesso a areia e ao mar (todos que visitam a praia sonham com a foto perfeita nesse ponto turístico!). Mas não só da escadaria é feita a popularidade do local. Outro ponto bastante procurado é a Gruta do Amor, com sua lenda mágica e seu visual de tirar o fôlego.

Gruta do Amor - Arraial do Cabo

Segundo os antigos moradores, a Gruta do Amor (também chamada de Gruta Azul) tem poderes de tornar o amor eterno. Para isso, basta entrar na gruta juntinho com seu amor e dar um beijo selando a paixão eterna! Para os solteiros, a magia vale igual, afinal, solteiro ou namorando, todos merecem se amar em primeiro lugar e amar a vida.

Além da lenda, a Gruta atrai os turistas pelo seu charme e seu cenário perfeito para fotos. O local fica na entrada de uma rocha, tem bancos de areia no seu interior, e de dentro dela, olhando em direção ao mar azul, é possível avistar a encantadora Ilha do Farol.

Leia >> Arraial do Cabo em 1 dia

Gruta do Amor - Arraial do Cabo

A Gruta do Amor fica localizada no lado direito - de quem olha para o mar - da escadaria do Pontal do Atalaia. Em dias de maré baixa e durante a manhã, que foi o caso de quando fomos, é possível chegar na gruta caminhando pela areia mesmo. Se a maré estiver alta, só é possível através dos passeios de barco. Nossa dica é: vá de manhã cedinho visitar a gruta! Além de mais vazia, vai ser mais fácil chegar até ela.

Atenção: muitas pessoas tem confundido a Gruta do Amor com o Lago do Amor. São locais diferentes, mas na mesma cidade, então não confunda! Infelizmente não fomos no Lago, mas pelo que sabemos para chegar ao Lago do Amor é preciso realizar uma trilha não tão fácil assim, ao contrário da Gruta, que tem o acesso bem mais fácil. Achamos um post bem bacana falando sobre o Lago do Amor, e recomendamos a leitura, caso você queira conhecer mais sobre o local.

Gruta do Amor
Entrada da Gruta do Amor - Imagem via Casal Nômade

Maré alta na Gruta do Amor
Gruta com a maré alta, coberta de água - Imagem via Bora viajar agora

Se a lenda é realmente verdade, não sabemos, mas vale visitar a Gruta tanto pela lenda, quando por sua beleza (claro que aproveitamos para fazer a simpatia e dar um beijinho, vai que rola!).


Resumo das informações:

❤ Onde: Arraial do Cabo/RJ
❤ Endereço: Prainhas do Pontal do Atalaia
❤ Entrada: R$10 por pessoa, para acessar a praia do Pontal do Atalaia


Gruta do Amor - Arraial do Cabo

Até a próxima aventura!
Ellen ❤ Maicon

Tags:  Arraial do Cabo  |  RJ  |  Praia

Se você gostou desse post ou ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo!


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

A praia do Pontal do Atalaia é provavelmente a mais conhecida da cidade de Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro. As Prainhas (como são cha...

Cascata do Chuvisqueiro em Riozinho

A região de Rolante e Riozinho, no Rio Grande do Sul, abriga várias cascatas e trilhas bem legais para visitar e se aventurar. Conhecemos a Cascata do Chuvisqueiro e a Cascata das Três Quedas no mesmo dia em que fomos conhecer a Cascata das Andorinhas. As cascatas ficam a aproximadamente 15 minutos de carro uma da outra – confira aqui o post da Cascata das Andorinhas e veja os detalhes de como chegar, além de pegar umas dicas muito bacanas da visita. Vale muito a pena fazer esse roteiro no mesmo dia por conta da distância curta entre as 3 cascatas, sem contar que cada uma tem a sua beleza natural e única.

Cascata do Chuvisqueiro em Riozinho

Cascata do Chuvisqueiro

Essa gigante queda d’água, com os seus quase 80 metros de altura, é a responsável pelo nome dado a cascata. Um enorme chuvisqueiro é formado pela força da água batendo em seu final, proporcionando um visual único e de tirar o fôlego dos aventureiros! No dia anterior ao nosso passeio das cascatas, havia chovido muito, e por esse motivo as águas e as quedas da região estavam mais fortes do que o normal, assim, foi impossível não nos molharmos ao nos aproximarmos da cascata.

Para acessar a cascata é preciso pagar uma entrada ($10 por pessoa em 2018) e, se quiser estacionar o carro dentro do camping, tem que pagar pelo veículo também. Nós deixamos o carro na beira da estrada mesmo e entramos a pé (não deu nem 10 minutos de caminhada!), já que fomos lá só para conhecer e explorar. O local é muito limpo e organizado, e conta também com churrasqueiras, bancos para sentar, muita sombra e um salva-vidas particular que fica por lá durante o dia. Também é possível acampar! No local tem uma área reservada especialmente para camping (o Camping Cascata do Chuvisqueiro), também cobrado a parte.

Cascata do Chuvisqueiro em Riozinho

A Cascata é própria para banho, então em dias quentes, aproveite e vá com roupa apropriada para se molhar e nadar! Além disso, também é possível praticar rapel pelo paredão de pedras da cascata. Quando fomos, vimos muitos aventureiros descerem pendurados pelas cordas, e se molhando muito, até chegar nas pedras na base da cachoeira. Eu, particularmente, fiquei com muita vontade de fazer esse rapel! Quem sabe na próxima?! É um local completo se tratando de lazer e natureza!

Talvez o único ponto negativo dessa área da cascata seja a falta de banheiros por perto. Fora isso, ela é excelente em todos os aspectos: bonita, calmante e própria para banho.


Cascata das Três Quedas

Cascata das Três Quedas

Descobrimos que existe uma outra cascata ali pertinho, chamada de Cascata das Três Quedas, que pode ser facilmente encontrada através de duas opções de trilhas. Pedimos informação lá na portaria mesmo para tentar encontrar essa trilha, e foi é bem tranquilo. Basta atravessar pelo meio da área de camping, costeando o rio, e logo visualiza a trilha e as placas indicando o caminho para essa outra cascata. Um pouco a diante a trilha se divide em 2 partes: a fácil e a difícil (haviam placas informando isso). Obviamente, e como estávamos meio cansados, seguimos pela fácil para garantir!

Cascata das Três Quedas

Depois de uns 15 minutinhos de caminhada chegamos a Cascata das Três Quedas. Ela leva esse nome pois são literalmente três quedas d´água, uma em cima da outra, formando uma “escadinha” de cachoeiras. O local é um paraíso em meio a mata, mas não é recomendado tomar banho lá. Isso porque não existe nenhuma segurança e a água pode ser forte dependendo do dia (deixe o banho para o Chuvisqueiro). Mas aproveitamos essa beleza para fazer um ótimo piquenique sentados nas pedras!

Por não ser a cascata principal da região, ela não é muito visitada. A Três Quedas estava bem vazia, e enquanto estivemos por lá, pouca gente apareceu. Se você quer descanso e uma vista linda, aposte nela!

A trilha fácil, que foi a que fizemos, leva a base da Cascata, e do chão só é possível enxergar duas das três quedas. Já a trilha difícil dá acesso ao topo da cascata, o que permite a visão mais completa dela.

Cascata do Chuvisqueiro em Riozinho

Como chegar

Partindo da Cascata das Andorinhas (nosso ponto de partida!), passe pelo meio do vilarejo chamado Mascarada Erdero Edinando de Oliveira e cruze uma pequena ponte de concreto. Logo após cruzar a ponte vire à esquerda e siga pela estrada de terra. A partir dali haverão placas indicando o caminho até a cascata do chuvisqueiro. É muito fácil e leva cerca 15 minutos para chegar.

Ponte que leva as cascatas
Essa é a ponte que tem que ser atravessada de carro. Como havia chovido bastante, ela estava parcialmente imersa na água

Nossa dica | Recomendamos fortemente a Cascata do Chuvisqueiro para quem busca descanso e lazer, tanto sozinho quanto em família, não importando a idade. É um lugar mágico e encantador. Se possível, faça no mesmo dia a trilha da Cascata das Andorinhas e também a Cascata das Três Quedas, que são próximas umas das outras. Amamos conhecer todos esses lugares no mesmo dia e estamos ansiosos para voltar e, quem sabe, acampar lá! Que tal?

Cascata do Chuvisqueiro em Riozinho


Resumo das informações:

❤ Onde: Riozinho/RS
❤ Entrada: R$10 por pessoa
❤ Distância do centro da cidade: cerca de 15km
❤ Mapa do centro de Riozinho até a Cascata
❤ Mapa da Cascata das Andorinhas até a Cascata do Chuviqueiro/Três Quedas


Cascata do Chuvisqueiro em Riozinho

Até a próxima aventura!
Maicon ❤ Ellen

Tags:  RS  |  Viagem de 1 dia  |  Cascatas e cachoeiras

Se você gostou desse post ou ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo!


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

A região de Rolante e Riozinho, no Rio Grande do Sul, abriga várias cascatas e trilhas bem legais para visitar e se aventurar. Conhece...

Cascata Humaitá

Uma boa opção para combater o calorão do verão brasileiro é curtir a natureza exuberante do país e se refrescar em uma bela cachoeira, cascata ou queda d´água. As quedas d'águas são lindas e extremamente relaxantes, e você não tem desculpa para não visitar alguma: no Brasil existem diversas cascatas a espera da sua visita, algumas bem conhecidas pelos aventureiros e outras mais escondidas, mas todas compartilhando belezas únicas. Hoje nós trouxemos um post sobre uma cascata que nunca tínhamos ouvido falar, mas que nos encantou e fez da nossa viagem mais memorável.

Balneário Cascata Humaitá

Balneário Cascata Humaitá

Estávamos em Humaitá (473km de Porto Alegre), uma cidadezinha no interior do Rio Grande do Sul que faz parte da Rota do Yucumã, e fomos convidados a conhecer o melhor atrativo da cidade. Fomos, meio tímidos e sem esperar muito, ao passeio. A recomendação que nos deram: coloquem roupa de banho.

Seguimos pela cidade e entramos em uma estradinha de chão, passamos por um moinho, vira aqui, vira ali, vira de novo, desce a lomba e voilá, chegamos simplesmente a um lugar lindo! Descendo do carro ficamos alguns minutos só olhando a paisagem a nossa frente. Ali, na pequena Humaitá, se esconde uma cascata com queda d'água de 15 metros, em um balneário pequeno mas cheio de frescor.

Leia >> Cascata das Andorinhas - Um Paraíso Secreto

Passado o momento admiração, pulamos na água! A temperatura da água estava ótima e a profundidade foi bem tranquila, dando pé em quase toda a sua extensão. A melhor sensação foi sentar nas pedras embaixo da queda d'água e deixar a água batendo nos ombros, muito relaxante.

Cascata Humaitá

O Balneário, apesar de não muito grande, possui um bar e lanchonete (não prestamos atenção se tinha banheiros). Mas você pode levar lanches e bebidas (não alcoólicas), fazer um piquenique por lá e até mesmo acampar.

A Cascata de Humaitá é linda, não muito alta, mas bastante larga e imponente. É um passeio perfeito para quem está na região.

Cascata Humaitá


Dica do casal | Existem muitas cascatas e cachoeiras escondidas pelo Brasil afora. Você já deve ter percebido, em viagens de estrada, algumas placas de "cascata a x km", ou "cachoeira logo ali", não é mesmo? E que tal aproveitar para ir conhecer essas quedas d'águas na época mais quente do ano? Além de ser um passeio lindo (e as vezes uma aventura chegar até elas), com certeza será muito revigorante no final. Mas atente-se a uma coisa: só entre em cascatas próprias para banho, tome muito cuidado com os avisos e seja feliz :)


Balneário Cascata Humaitá

Como chegar | A melhor maneira de chegar até a cascata é: perguntando aos moradores! O GPS não indica muito bem o caminho, mas o pessoal da cidade sabe orientar e indicar certinho. Da cidade até a cascata não foram nem 15 minutos de carro, mas é importante perguntar para virar nas ruas certinhas.

Resumo das informações:

❤ Onde: Humaitá/RS
❤ Endereço: Balneário Cascata
❤ Entrada: gratuita
❤ Cascata própria para banho: sim!


Cascata Humaitá

Até a próxima aventura!
Ellen ❤ Maicon

Tags:  RS  |  Viagem de 1 dia  |  Cascatas e cachoeiras

Se você gostou desse post ou ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo!


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Uma boa opção para combater o calorão do verão brasileiro é curtir a natureza exuberante do país e se refrescar em uma bela cachoe...